GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA – 8

IGREJA BATISTA CENTRAL DE MACAPÁ

GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA – 8

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho.

 

INTRODUÇÃO

No estudo passado começamos a análise da doutrina da salvação. O último tópico diz assim: “É um dom gratuito que Deus oferece a todos os homens e que compreende a regeneração, a justificação, a santificação e a glorificação”. Vimos, então, a introdução à doutrina e hoje estudamos “Regeneração”. Depois veremos os demais tópicos.

 

REGENERAÇÃO – A regeneração é o ato inicial da salvação em que Deus faz nascer de novo o pecador perdido, dele fazendo uma nova criatura em Cristo. É obra do Espírito Santo em que o pecador recebe o perdão, a justificação, a adoção como filho de Deus, a vida eterna e o dom do Espírito Santo. Nesse ato o novo crente é batizado no Espírito Santo, é por ele selado para o dia da redenção final e é liberto do castigo eterno dos seus pecados. 1 Há duas condições para o pecador ser regenerado: arrependimento e fé. O arrependimento implica mudança radical do homem interior, por força do que ele se afasta do pecado e se volta para Deus. A fé é a confiança e aceitação de Jesus Cristo como Salvador e a total entrega da personalidade a ele por parte do pecador. 2 Nessa experiência de conversão o homem perdido é reconciliado com Deus, que lhe concede perdão, justiça e paz.3

(1) Dt 30.6; Ez 36.26; Jo 3.3-5; 1Pe 1.3; 2Co 5.17; Ef 4.20-24
(2) Tt 3.5; Rm 8.2; Jo 1.11-13; Ef 4.32; At 11.17
(3) 2Co 1.21,22; Ef 4.30; Rm 8.1; 6.22

OBSERVAÇÕES

1. Regenerar significa “gerar outra vez”. É o novo nascimento, que Jesus expôs a Nicodemos. É o aspecto externo, visível ao mundo, da conversão. A pessoa muda tanto que parece outra criatura. As igrejas hoje pregam bênçãos, mas não transformação. A conversão transforma a pessoa.  Sem essa pregação, a igreja está mostrando ser igual ao mundo. As pessoas entram para a igreja, mas não são convertidas.

 

2. Arrependimento e fé são ingredientes necessários na regeneração. A pessoa rompe com o pecado e procura por Deus. Desde o início do evangelho que o arrependimento é mostrado como necessário. A palavra grega é metanóia, que traz a ideia de virar a mente pelo avesso. É uma mudança radical. Precisamos voltar a este ponto: a conversão implica em mudança radical de vida. Um salvo muda de comportamento porque muda sua visão. Ser salvo não é ser abençoado, mas um arrependido que crê em Jesus Cristo como Senhor. E fé não é fé em qualquer coisa nem fé na fé. É fé em Jesus Cristo.

 

3. Perdão, justiça e paz são os dons de Deus ao regenerado. Ele é perdoado de seus pecados. Recebe a justiça (é justificado, tornado reto, absolvido) e como consequência tem paz. Esta paz não é alienação, mas o bem-estar de uma vida reconciliado com Deus.