ESTUDO BÍBLICO SOBRE O DIACONATO – 3a. parte

IGREJA BATISTA CENTRAL DE MACAPÁ

ESTUDO BÍBLICO SOBRE O DIACONATO – 3a. parte

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Uma análise de 1Timóteo 3.8-13

 

INTRODUÇÃO

Já vistos em estudos anteriores: o conceito de diaconia e o surgimento do diaconato. Hoje: o diácono em si. Não é o que ele faz. O que é. Como o diácono deve ser. Num sentido: todos os obreiros, todos os crentes. Fundamental na obra: não são planos, mas a qualidade das pessoas. Num sentido, todos os crentes devem se ver como diáconos (lembram-se do estudo 1?) e cultivar estas características. Mas devem ser exibidas de maneira abundante pelos diáconos.

 

1. AS QUALIFICAÇÕES PESSOAS DO DIÁCONO (vv. 8-9, 12)

Não fala sobre funções. Igreja: trabalho é para todos. Não há reserva de domínio. Nós clericarizamos tudo. Ênfase: qualificações morais e espirituais.

(1) Sérios – Não sisudos nem cara amarrada.  Respeitáveis. Dignas de crédito. Dois tipos de autoridade: extrínseca e intrínseca. Tem a intrínseca e por isso pode receber a outra.

(2) Não de língua dobre – Não é falso. Orwell: o duplipensar. Duplifalar? Sincero, sem tramar.

(3) Não dado a muito vinho – Bíblia enfatiza a temperança. Época: problema do alcoolismo. Pessoa que tenha domínio sobre si.

(4) Não cobiçosos – Não tirar proveito pessoal de sua função. Corrupção espiritual?

(5) Guardando o mistério… – Termo usado para designar o conteúdo da fé. Firmeza doutrinária. Pilastra.

(6) Marido de uma só mulher – (1º.) Deve ser casado; (2º.) Se enviuvar, não casar (Igrejas Grega e Oriental); (3º.) Não ter mais de uma mulher viva (não ser divorciado); (4º.) Não ter casos extraconjugais.

(7) Governem bem a sua casa – Não é responsável pela conversão dos filhos, mas deve ter a casa em submissão. Há pais crentes cujas casas são uma baderna e com filhos mal educados.

 

2.  A ESPOSA DO DIÁCONO OU A DIACONISA (v. 11)

O que a pessoa é, se reflete no seu lar. “Mulheres”. Quais? Gr.: guinaikas. BLH: “esposas”. BJ: “diaconisa”. Rm 16.1.  Mulher que exerce papel de liderança. Como diaconisa, como esposa.

(1) Sérias (respeitáveis); (2) Não maldizentes (literalmente, “não diabólicas”). A fofoca é diabólica. Muita igreja é arruinada por fofoqueiros; (3) Temperantes (não beberrona); (4) Fiéis em tudo (desincumbam-se bem das pequenas e grandes tarefas. Há gente que só quer liderar grandes projetos).

 

CONCLUSÃO

O v. 13 mostra a recompensa do diácono. Os que diaconarem bem obterão:

(1) Lugar honroso – Literalmente: “degrau de honra”. Subirão aos olhos de Deus.

(2) Muita confiança – A credibilidade junto à igreja.

O bom diácono recebe a aprovação de Deus e a aceitação dos homens.  Como Apeles: Rm 16.10. O que é melhor que isso?