PROCURANDO OU EVITANDO SARNA PARA SE COÇAR?

Isaltino Gomes Coelho Filho

Preparado originalmente para a revista “Você”, e publicado com autorização da revista.

“Procurando sarna pra se coçar”. Este é um ditado que se aplica a pessoas que procuram problemas. Por algum motivo, elas têm necessidade de se envolverem em encrencas. A Bíblia nos fala de duas pessoas que passaram pelo mesmo problema, a tentação sexual. Uma a abraçou e se deu mal. A outra fugiu do problema e se deu bem. Uma procurou sarna para se coçar, e a outra evitou coceira.

Uma das histórias está em Gênesis 39.7-9 (“E aconteceu depois destas coisas que a mulher do seu senhor pôs os seus olhos em José, e disse: Deita-te comigo. Porém ele recusou, e disse à mulher do seu SENHOR: Eis que o meu senhor não sabe do que há em casa comigo, e entregou em minha mão tudo o que tem; Ninguém há maior do que eu nesta casa, e nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porquanto tu és sua mulher; como pois faria eu tamanha maldade, e pecaria contra Deus?”). A outra, em 2Samuel 11.2-4 (“E aconteceu que numa tarde Davi se levantou do seu leito, e andava passeando no terraço da casa real, e viu do terraço a uma mulher que se estava lavando; e era esta mulher mui formosa à vista. E mandou Davi indagar quem era aquela mulher; e disseram: Porventura não é esta Bate-Seba, filha de Eliã, mulher de Urias, o heteu? Então enviou Davi mensageiros, e mandou trazê-la; e ela veio, e ele se deitou com ela (pois já estava purificada da sua imundícia); então voltou ela para sua casa.”). O ideal seria você ler as duas histórias por completo, na sua Bíblia, para entender bem o assunto, porque elas continuam. Mas vamos examinar como estas duas pessoas agiram e observar que quem procura sarna para se coçar acaba encontrando e depois se coça muito. José evitou a sarna, Davi procurou. Quem evita se dá bem. Quem procura, acha.

José entendeu bem a questão: “Há coisas que não posso”. Davi raciocinou assim: “Posso tudo”. José entendeu que como administrador dos bens do patrão tudo estava em suas mãos. Menos a mulher dele. Davi seguiu o caminho errado. Cobiçou a mulher de outro homem. Mais tarde José foi recompensado por Deus, por sua atitude. Davi precisou tramar a morte de um homem, uma criança morreu e ele foi exposto à vergonha.

Os bens eram de José; mas a dona da casa, do patrão. Ele a recusou. Davi fez o oposto: cobiçou a mulher de um subordinado. Ele era o rei, e as pessoas que exercem autoridade e têm poder algumas vezes se acham acima da lei. Perdem o bom senso. Acham que podem tudo, que não há limites para elas. José se impôs limites. Muita gente hoje age como Davi. Acha que pode tudo e não aceita limites. Está procurando sarna para se coçar. Vai encontrar. Nós precisamos de limites. Não se pode fazer o que se quer. Necessitamos de autocontrole, que é fruto do Espírito Santo (Gl 5.23). José foi humilde e Davi foi soberbo. Sobre soberba, a Bíblia diz: “Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo”. “Concupiscência” significa “desejo muito forte” (1Jo 2.16). Davi mostrou um desejo carnal muito forte e foi soberbo, ou seja, arrogante.

É bom lembrarmos que não podemos fazer todas as coisas. Há limites. Quem acha que pode tudo está procurando sarna para se coçar.

Os dois correram. José, literalmente, correu do pecado: “E ela lhe pegou pela sua roupa, dizendo: Deita-te comigo. E ele deixou a sua roupa na mão dela, e fugiu, e saiu para fora” (Gn 39.12). Davi correu para o pecado, foi atrás: “E mandou Davi indagar quem era aquela mulher; e disseram: Porventura não é esta Bate-Seba, filha de Eliã, mulher de Urias, o heteu? Então enviou Davi mensageiros, e mandou trazê-la; e ela veio, e ele se deitou com ela (pois já estava purificada da sua imundícia); então voltou ela para sua casa” (2Sm 11.3). O erro começou quando viu a mulher se banhando. Um homem com um mínimo de educação desviaria o olhar. Ele fixou o olhar. Procurou sarna para se coçar. A Bíblia faz uma advertência bem séria: “Porventura tomará alguém fogo no seu seio, sem que suas vestes se queimem? Ou andará alguém sobre brasas, sem que se queimem os seus pés? Assim ficará o que entrar à mulher do seu próximo; não será inocente todo aquele que a tocar” (Pv 6.27-29). Não brinque com o pecado. Não procure sarna para se coçar. Corra do erro!

Os resultados foram óbvios: José padeceu pela sua fidelidade e foi exaltado. Davi desfrutou do pecado e foi humilhado. José sentiu a ira de uma mulher rejeitada (Gn 39.13-20). Penou um bocado, mas Deus lhe fez justiça. Deus sempre faz justiça a quem obedece a seus ensinos. Davi abusou da lealdade de um servo e quis se livrar dele (2Rs 11.6-15). Com esta atitude, ele desceu ao fundo do poço moral. Que tristeza! A mesma mão de Deus que socorreu José puniu Davi. José foi honrado perante os homens. Davi foi humilhado. Por isso, não procure sarna para se coçar. Nunca perca sua honra!

Dizia uma música antiga: “Não existe pecado do lado de baixo do equador”. Existe pecado, sim, nos dois hemisférios. E tem conseqüências drásticas. Ele atrai, mas cobra um preço alto. Tome bastante cuidado com o perigo. Fuja dele. Seja íntegro. Seja fiel a Deus. Seja fiel aos seus valores espirituais. Não procure sarna para se coçar. Porque quem procura acha. Imite a conduta de José e nunca aja como Davi.