Arquivos da categoria: Pastorais

NÃO TENHAMOS PIOLHOS!

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 27.1.13

Em 1808 – Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a história da de Portugal e do Brasil, Laurentino Gomes narra a vinda da corte de D. João VI ao Brasil, quando Napoleão invadiu Portugal. O livro dá uma excelente visão do Brasil no início do século 19. E mostra as grandes mudanças sociais e culturais o país teve.

Continue lendo NÃO TENHAMOS PIOLHOS!

A CRUZ, NOSSA GLÓRIA!

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 20.1.2013

Já declarei minha frustração com o fato de que a cruz foi posta de lado no louvor e na pregação atuais. No visual, alguns a trocaram pela estrela de Davi. Nos cânticos, foi substituída por expressões vazias, como “voar nas asas do Espírito”. Há um cântico que fala do rio que salva. É a salvação aquática, não pela cruz. Muitos púlpitos pregam o trono do cristão na terra (riquezas, saúde plena, vida sem problemas), não o chamado de Jesus para tomar a cruz: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz e siga-me” (Lc 9.23).

 

A cruz é ofensiva ao pecador. Ela declara que nossos esforços nada valem para a salvação e que nossa virtude não nos justifica diante de Deus. A cruz diz o que somos sem meias palavras. Ela declara que somos pecadores e que precisamos do perdão que vem dela. Há hoje muito falatório com o nome do Espírito Santo, mas será que o Espírito leva a afastar-se da cruz e a perder o fascínio por ela? O Espírito apaga a cruz na vida da igreja? Sem a cruz a igreja não existe. Nossa redenção efetuou-se nela: “E eles cantavam um cântico novo: Tu és digno de receber o livro e de abrir os seus selos, pois foste morto, e com teu sangue compraste para Deus gente de toda tribo, língua, povo e nação” (Ap 5.9). Somos o povo formado pelo sangue vertido na cruz.

Continue lendo A CRUZ, NOSSA GLÓRIA!

O COLARINHO CERTO

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 13.1.13

Briscoe, num de seus livros, contou a história de um homem que foi ao médico porque tinha uma forte dor de cabeça. O médico perguntou se ele fumava e ele disse que sim. “Pare de fumar”, disse o médico. A dor continuou e o homem voltou. “Você bebe?”, perguntou-lhe o médico. “Bebo!”, respondeu. “Pare de beber”, volveu o médico. A dor continuou. De volta ao consultório, o homem ouviu esta pergunta: “Você exerce alguma atividade que produz pressão sobre suas costas?”. “Sim!”, disse. Ouviu isto: “Deixe esta atividade”. A dor não cessou, as consultas continuaram e nada de resolver o problema. Tudo foi solucionado quando se descobriu que o homem usava colarinho 38 e seu número era 39. A solução era simples! Usando o colarinho certo, a dor cessou!

Continue lendo O COLARINHO CERTO

A TRÍPLICE CONVERSÃO DO CRISTÃO

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 6.1.13

Oscar Cullmann disse que os cristãos necessitam de três conversões. A primeira é do mundo para Cristo, o arrependimento. A segunda, para a igreja, o compromisso. A terceira, para o mundo, o testemunho. O termo “conversão” é usado no sentido de mudança radical na vida.

Um cristão é um convertido a Cristo. Não se nasce cristão. Deus tem filhos, mas não netos. Não se é cristão por geografia ou por nascer em lar cristão. Cristão é quem crê em Jesus e o segue: “As minhas ovelhas escutam a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna, e por isso elas nunca morrerão. Ninguém poderá arrancá-las da minha mão” (Jo 10.27-28). O cristão ouve a Jesus, é conhecido por ele, segue-o e tem a vida eterna.

  Continue lendo A TRÍPLICE CONVERSÃO DO CRISTÃO

NÃO MUDARÁ NADA EM 2013

NÃO MUDARÁ NADA EM 2013

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 31.12.12

Por que as pessoas se agitam tanto com a virada do ano? Fogos, ceia especial, roupa nova, presentes, a costumeira bebedeira (o Brasil está virando um imenso botequim e um entreposto de drogas!), e nas igrejas, um culto especial. O que haverá em 1 de janeiro de 2013 que fará tanta diferença em nossa vida? O que haverá em janeiro que não houve antes?

Continue lendo NÃO MUDARÁ NADA EM 2013

O LADRÃO DO NATAL

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 23.12.12

            No Shopping Macapá, ouvi um jovem dizer a outro: “Papai Noel roubou o lugar de Jesus!”.  É verdade. As pessoas não querem saber de Deus, mas de festas religiosas amaciadas. Na “semana santa”, um coelho que bota ovos de chocolate tomou o lugar de Jesus. No natal, o personagem central é um idoso esquisito. Nos dois eventos, o sentido religioso foi substituído pela confraternização humana. São datas comerciais. O apelo é para consumir. O natal, por exemplo, perdeu o sentido espiritual. São presentes, bebidas e a ceia da meia noite.

 

Comércio quer vender. Pior que ele são os cristãos que desfiguram o natal. Alguns desfiguraram o evangelho com suas esquisitices e agora combatem o natal, dizendo-o festa pagã. Opõem-se a qualquer culto com ênfase no nascimento de Jesus. São os reinventores do evangelho.

Continue lendo O LADRÃO DO NATAL

A MAIS SÁBIA ORAÇÃO PARA 2013

Isaltino Gomes Coelho Filho

Em 2013, nossa igreja usará o “Presente diário”, antigo “Pão diário”, como subsídio para devocionais nos lares dos seus membros. Fui ler as devocionais e me encantei com uma, muito profunda e tão simples, que ainda não me ocorrera. Seu título é “Vontade” e seus suportes são o Salmo 40.8 e Mateus 6.10. Neste último texto, o foco é a expressão de Jesus “Seja feita a tua vontade assim na terra como no céu”. Continue lendo A MAIS SÁBIA ORAÇÃO PARA 2013

CACHORRO QUENTE NA BARRACA DO TIÃO

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 9 de dezembro de 2012

Dia 4, Meacir e eu completamos 41 anos de casados. Sem melosidade: deu certo. Fomos almoçar fora e comentei com uma pessoa: “Vou levá-la para comer cachorro quente na barraca do Tião”. Tal barraca é fictícia. Nós a criamos. Na nossa ficção, dizemos que os urubus pousam na cumieira da barraca, mas de vez em quando algum deles desmaia, só com o cheiro do produto tiãozeiro. Nem eles aguentam. Imaginem, dois branquelos comendo o sanduba de salsicha, em pé, ao sol de Macapá, sol que frita o rio Amazonas. Tentei casar o Tião com uma amiga, dizendo-o um Adônis: só tem dois dentes, mau hálito, nariz escorrendo e pé cascorento, mas a amiga não quis. Continue lendo CACHORRO QUENTE NA BARRACA DO TIÃO

A TEOLOGIA DO CACHORRO E DO GATO

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 2.12.12

Ganhei um bom livro: A teologia do cachorro e do gato. O título é estranho? Mas seu conteúdo é sério. Os autores, Sjogren e Robinson, começam com uma anedota sobre cachorros e gatos. O cachorro diz: “Você me acaricia, me alimenta, me abriga, me ama. Você deve ser Deus”. O gato diz: “Você me acaricia, você me alimenta, me abriga, me ama, eu devo ser deus”. A seguir, os dois mostram as diferenças entre cristãos tipo cachorro e tipo gato.

Continue lendo A TEOLOGIA DO CACHORRO E DO GATO

REMOÇÃO DE TATUAGEM

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 25.11.12

 

Arrumava-me para sair, com a televisão ligada. É assim que ouço as notícias. Veio a chamada para o tema que seria tratado a seguir: remoção de tatuagem. O tom foi irônico: as pessoas começam a namorar e, empolgadas, fazem uma tatuagem homenageando o “grande amor de sua vida”. Três meses depois, o “grande amor” se esfarelou e a pessoa quer remover a tatuagem. Acabado o “amor”, acaba-se a tatuagem. A questão é como removê-la. As pessoas banalizaram o amor…

Continue lendo REMOÇÃO DE TATUAGEM

ABRA A PORTA PARA ALGUÉM

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 11.11.12

No livro Homens são de Israel, mulheres são de Moabe, Wakefield e Broisma fazem uma boa análise sobre o relacionamento homem e mulher. Num capítulo os autores abordam a figura de Nabal, o grosseiro marido de Abigail. Citam o testemunho de um dos seus servos: “Ele é um homem tão mau que ninguém consegue conversar com ele” (2Sm 25.17). É duro trabalhar para um Nabal. Os autores comentam que muitos maridos não aprovariam as atitudes de Nabal, mas chegam perto, adotando a atitude “Não espere que eu seja gentil”. E contam a história de Sam.

  Continue lendo ABRA A PORTA PARA ALGUÉM

A INFANTIL BUSCA DE FELICIDADE

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 4.11.12

Uma característica muito forte na criança é a busca do prazer. Ela quer apenas o que é agradável. Um exemplo simples, banal mesmo: legumes e verduras não são agradáveis. Doces, sim. Também para o adolescente: fazer os deveres da escola não é agradável. Perder-se em banalidades pelo celular é. Continue lendo A INFANTIL BUSCA DE FELICIDADE

A MARAVILHOSA GRAÇA DE DEUS

Steven Cole

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 28.10.12

Extraído do MCA em marcha, boletim da MCA da PIB de Manaus

Pouquíssimas vezes usei material alheio nas pastorais de boletim de igreja que pastoreio. Mas minha ex-ovelha Adelaide Alves, de minha ex-igreja, a PIB de Manaus, enviou-me o boletim da MCA da igreja manauara de setembro de 2011. Há nele este artigo que transcrevo.

Continue lendo A MARAVILHOSA GRAÇA DE DEUS

UM BOM LEGADO

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 21.10.12

Na comemoração do dia das crianças num shopping, no Rio, duas mães brigaram por que “era a vez de seu filho”, num brinquedo. Os maridos intervieram, trocando socos, como arruaceiros, mostrando-se aos filhos como animais. Um deles, policial, usou a arma de serviço para atirar no outro. A festa quase termina em tragédia por falta de compostura de quatro adultos. Que exemplo lamentável!

Continue lendo UM BOM LEGADO

AH, SE…

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 14.10.12

 

Terminei um comentário sobre o evangelho de Marcos, para a Abba Press, após meses de trabalho. Revisei-o, para corrigir o texto e melhorar a argumentação. Coincidiu que fiz a segunda revisão exatamente após o primeiro turno das eleições municipais. E topei com o texto de 12.13-17, onde há a expressão “A César o que é de César”. Comentei que me surpreende que as pessoas se centrem mais nesta frase que no seu complemento, “a Deus o que é de Deus”.

Continue lendo AH, SE…

COERÊNCIA AO VOTAR

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 7.10.12

Terça à noite, Meacir e eu voltávamos para casa. Moramos no Cabralzinho, e nosso caminho é a Av. Padre Júlio. É a mais amapaense de todas as ruas. Sai da orla do rio Amazonas e dá pra ir até o Oiapoque. Paramos na Rua Minas Gerais para resolver algo. Ao sairmos, passou por nós um veículo da Secretaria do Trânsito. Os dizeres na lateral davam-no da Fiscalização.

Continue lendo COERÊNCIA AO VOTAR

A FORÇA DOS FRACOS

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral da Igreja Batista Central de Macapá, 30.9.12

No livro Das profundezas – preces, de Kierkegaard, há uma oração intitulada “A fraqueza verdadeira”. Assim se expressa o filósofo dinamarquês: “Pai celeste! No mundo cá de fora, um é forte, outro é fraco. O forte – quem sabe – envaidece-se com a sua força; o débil suspira e, ai de mim, torna-se invejoso. Mas aqui, bem no interior da tua Igreja, todos somos fracos: aqui, perante tua presença – tu és o poderoso, só tu és o forte”.

  Continue lendo A FORÇA DOS FRACOS

UM BOM AMIGO

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 23 de setembro de 2012

No livro Automotivação, alta performance, de Zig Ziglar, há um capítulo intitulado “Pessoas e propósitos”. Ziglar, batista e professor de EBD em sua igreja (de 22.000 membros), fala da necessidade de amigos, mostrando como bons relacionamentos ajudam, inclusive, na recuperação médica.

  Continue lendo UM BOM AMIGO

SHOPPING DE IGREJAS

Isaltino Gomes Coelho Filho

           No início de meu ministério na Cambuí, em Campinas, uma pessoa me disse ter mudado há pouco para a cidade e estava frequentando as igrejas, analisando-as e vendo o que cada uma tinha para lhe oferecer. Como pastor rodado, conhecedor dos vários tipos de membros de igreja, desejei que Cambuí não fosse a “agraciada”. Felizmente não foi. As pessoas que se supervalorizam e desejam que o mundo se encaixe em sua visão não são boas companhias. Geralmente azedam o ambiente por onde passam, e logo precisam mudar de ambiente. Não se pode contar com elas para projetos sérios que não tenham sua grife pessoal. Estão sempre indo ao shopping de igrejas escolher uma que lhe seja mais agradável.

            Continue lendo SHOPPING DE IGREJAS

O DIA DA AMAZÔNIA

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 9.9.12

              Dia 5 de setembro, entro no MSN e leio: “Hoje é o dia da Amazônia. Veja quais são os animais que estão em extinção!”. Ignorância ou burrice?  A Amazônia é bicho em extinção? Nela há milhões de pessoas. Não só índios, mas brancos, morenos, caboclos, mamelucos, cafuzos, como queiram. Gente que faz o Brasil. A mídia pensa em Amazônia exótica. Ignora o potencial humano, energético e mineral da região. Pensa num zoológico e em índios que devem ser mantidos à margem da civilização corruptora (mas eles não trocam a civilização corruptora pela “pureza angélica” dos índios!)

Continue lendo O DIA DA AMAZÔNIA

A ROCHA QUE NÃO TREME

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 2.9.12

Falo de uma ilustração usada por muitos e atribuída a vários, mas que é do espanhol César Vidal, em O crime dos illuminati. Ele é autor também de Os maçons – a sociedade secreta mais influente da história, Maimônides – o médico de Sefarad, As checas de Madri, A Espanha contra o Islã e O testamento de Pedro, traduzidos ao português. Meacir me apresentou ao pensamento de Vidal, dando-me um de seus livros. Tornei-me seu fã. O espanhol é “fera”, como se diz: doutor em Direito, Filosofia, História e Teologia. Autor de dezenas de livros. Erudito, seguro e convicto de sua fé.

Continue lendo A ROCHA QUE NÃO TREME

CHORAMINGAR OU IR À LUTA?

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 25.8.12

Thalita Rodrigues é uma jovem brasiliense de 18 anos, que não tem o antebraço esquerdo. Nasceu assim porque a mãe contraiu rubéola na sua gestação. Contudo, ela é a terceira colocada no ranking da Confederação Brasileira de Tênis, categoria até os 18 anos. Há duas pessoas na sua frente e mais de cem (com os dois braços) atrás dela. Treinada pelo pai, não tem patrocínio nem para comprar raquetes. E disputou sua terceira final de torneios nacionais neste ano. Continue lendo CHORAMINGAR OU IR À LUTA?

A FUNÇÃO SOCIAL DO TRABALHADOR

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 19 de agosto de 2012

Em Xinguara, meu filho Beny me mostrava as obras que ele e sua esposa, ambos arquitetos, fizeram na cidade. Ela, além de sua sócia, é arquiteta da Prefeitura. Ele me mostrou um hotel que reformou e contou que o proprietário era um fazendeiro, homem simples, de quem ele gostava muito. O hotel se defasara. Novos hotéis surgiram e o dele ficara velho e feio. Ele pensara em pegar empréstimo bancário para reformá-lo. Beny o aconselhou a fazer a reforma por partes, vendendo alguns bois, para iniciá-la. A parte reformada geraria recursos para o restante da reforma. Continue lendo A FUNÇÃO SOCIAL DO TRABALHADOR

A CRISE DE MASCULINIDADE

Pastor Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 12.8.12

Há uma crise de masculinidade no Ocidente. Não aludo à questão de sexualidade, mas de caráter másculo. No Antigo Testamento, a função de educar os filhos cabia ao homem. As marcas dos pais ficavam nos filhos. Jacó falava do Deus de seu pai e do seu avô (Gn 31.42). Deus se apresentou a ele como o Deus de seu pai e de seu avô (Gn 28.13). O pai era o referencial. Continue lendo A CRISE DE MASCULINIDADE

AS PEDRAS NÃO CLAMARÃO

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

 

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 5 de agosto de 2012

 

Vez por outra, querendo desafiar a igreja à evangelização e missões, alguém diz: “Se não pregarmos, as pedras clamarão”. A pessoa se vale de Lucas 19.40: “‘Eu lhes digo’, respondeu ele, ‘se eles se calarem, as pedras clamarão’”. Mas a exegese é equivocada. Jesus não disse que se não se evangelizássemos as pedras o fariam.

Continue lendo AS PEDRAS NÃO CLAMARÃO

O CRENTE AVESTRUZ

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 29.7.12

              Éramos um grupo de cinco, indo a Calçoene. Saímos três de Macapá, passamos em Ferreira Gomes onde pegamos o casal missionário, e paramos em Tartarugalzinho. Abastecemos, tomamos um café sofrível, e espairecemos um pouco. O lugar é interessante. Além do leite de búfala, há avestruzes. Êta bicho esquisito! Continue lendo O CRENTE AVESTRUZ

A VERDADEIRA COBERTURA ESPIRITUAL

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 22 de julho de 2012

 

Não sei qual a essência do termo “cobertura espiritual” como alguns o dimensionam. Mas na TransAmapá 2012 houve  vários casos de autêntica cobertura espiritual.

Narro um. Na cidade de Santana, contígua a Macapá, o irmão Rolino, da PIB Betel, ia ao templo diariamente para orar pelos missionários. No princípio, ele orava a cada hora. Idoso, fixou-se no templo e a cada hora punha-se em oração, com os que ali estivessem. Outras pessoas começaram a ir, sabendo que ele estaria lá.   Continue lendo A VERDADEIRA COBERTURA ESPIRITUAL

O AMOR DE MÃE DE DEUS PAI

Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 8 de julho de 2012

 

                O psicanalista alemão Erich Fromm é autor do livro A arte de amar, onde comenta sobre dois tipos de amor, o “amor de mãe” e o “amor de pai”. Não são exclusivos de um ou de outro. O pai pode ter o amor de mãe e a mãe pode ter o amor de pai. Um deles pode ter ambos. São dois tipos de amor, e a mesma pessoa pode ter os dois.  O que os caracteriza é o conteúdo e não o sexo de quem os tem.

 

O amor de mãe diz: “Você é meu filho e sempre o amarei, não importa o que você faça ou venha a ser. Nada de ruim que você faça me fará rejeitá-lo”. O amor de pai diz: “Eu amarei você se você merecer, se tirar boas notas, se vier a ser alguém de valor”. O primeiro é o amor aceitação. O segundo, o amor reconhecimento. Ambos são necessários, pois focam duas grandes necessidades humanas: aceitação e reconhecimento. Para uma vida emocional equilibrada a pessoa precisa dos dois. Um não é melhor que o outro.

Continue lendo O AMOR DE MÃE DE DEUS PAI

FRUSTRAÇÃO PASTORAL

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 1 de julho de 2012

              Num retiro de pastores, um colega me indagou qual a minha frustração pastoral após quatro décadas como pastor. Respondi que era ter que preparar mamadeiras para crianças que nunca cresceram espiritualmente. A maior parte do tempo e das emoções de um pastor (e da igreja) é gasta cuidando de gente que não amadurece. Continue lendo FRUSTRAÇÃO PASTORAL