GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA – 10

IGREJA BATISTA CENTRAL DE MACAPÁ

GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA – 10

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho.

 

INTRODUÇÃO

Estamos a estudar a doutrina da salvação. Vimos que é simples, mas profunda. A DD da CBB assim a define: “É um dom gratuito que Deus oferece a todos os homens e que compreende a regeneração, a justificação, a santificação e a glorificação”. Já analisamos a introdução à doutrina e “Regeneração” e “Justificação”. Hoje cuidamos de “Santificação”.

SANTIFICAÇÃO – A santificação é o processo que, principiando na regeneração, leva o homem à realização dos propósitos de Deus para sua vida e o habilita a progredir em busca da perfeição moral e espiritual de Jesus Cristo, mediante a presença e o poder do Espírito Santo que nele habita (1). Ela ocorre na medida da dedicação do crente e se manifesta através de um caráter marcado pela presença e pelo fruto do Espírito, bem como por uma vida de testemunho fiel e serviço consagrado a Deus e ao próximo (2).
(1) Jo 17.17; 1Ts 4.3; 5.23; 4.7

(2) Pv 4.18; Rm 12.1,2; Fp 2.12,13; 2Co 7.1; 3.18; Hb 12.14; Rm 6.19; Gl 5.22; Fp.1.9-11

 

OBSERVAÇÕES

1. A santificação é o único estágio da salvação que também depende de nós. Preste atenção: “e o habilita a progredir em busca da perfeição moral e espiritual de Jesus Cristo, mediante a presença e o poder do Espírito Santo que nele habita”. Desde a conversão, o pecador regenerado anseia crescer espiritualmente. Ele amava o pecado, mas agora ama a Deus e quer agradá-lo. O Espírito o capacita a progredir. A pessoa em cuja vida o Espírito trabalha não é a que grita no culto nem a cheia de chavões, mas aquela que anseia por crescimento. O verdadeiramente salvo anseia por conhecer mais de Deus.

2. “Ela ocorre na medida da dedicação do crente”. Não há santificação à revelia do cristão. Ele precisa se render a Cristo, ser sensível à voz do Espírito, amar o Pai e buscar crescer na graça (2Pe 3.17-18). Deixando o pecado e desejando o alimento espiritual, a pessoa cresce (1Pe 2.1-2). Este alimento espiritual vem pela Palavra (Jo 17.17). Santificação não é barulho ou exotismo, mas ruptura com o pecado e busca de crescimento. Não há crescimento espiritual sem o alimento da Palavra de Deus. Cuidado com os cultos com tanto louvor que não sobra tempo para a Palavra. A santificação não vem pela adoração, mas pela Palavra e pelo quebrantamento (que resulta da convicção de pecado e busca de pureza – 1Ts 4.3). Não há santificação na impureza (1Ts 4.7). Quando abandonamos o pecado e clamamos por perdão, somos perdoados e santificados (1Jo 1.9 e 1Ts 5.23).

3. A pessoa santificada ama a Deus e ao irmão (1Jo 1.7). Santos rabugentos e brigados com todo mundo são uma incoerência: 1Jo 4.20-21. Crentes rixosos, queixosos e amargurados nunca serão santos. A santificação nos deixa com um coração limpo e aberto a todos. Não há espaço para raivinhas e ressentimentos. A santificação nos torna como Deus espera que sejamos.

4. Você é como Deus espera que você seja?