A calamidade transformada em benção

A calamidade transformada em benção

        Somente Deus possui a prerrogativa de transformar a calamidade em bênção. Ele tem poder de reverter uma situação mesmo que ela já esteja concretizada e seja uma situação irreversível aos homens. Jesus ressuscitou a Lázaro cujo corpo já estava há quatro dias sepultado, cheirando mal. Essa história pode ser conferida no Evangelho de João, capítulo 11. O que ela nos ensina é que devemos confiar na suficiência de Cristo para nos socorrer em qualquer situação. Ele não desampara os seus e atende aos aflitos que nele confiam.

        Conta-se a história a respeito da salvação do único sobrevivente de um navio naufragado. Este foi atirado pelas ondas do mar sobre a praia de uma ilha deserta. Depois de algum tempo, e como bastante dificuldade, esse sobrevivente conseguiu construir uma cabana tosca, e dentro dela colocou tudo quanto conseguira salvar do naufrágio. Pedia sempre a Deus que o livrasse desta situação difícil, e, ansiosamente, olhava o horizonte várias vezes para ver se enxergava a passagem de algum navio.

        Um dia, ao regressar duma volta que dera em busca de alguma coisa para comer, viu, com grande aflição, a sua cabana com os seus poucos haveres envolta em densa fumaça. Pareceu-lhe neste momento que nada de pior lhe poderia acontecer. Mas o que a ele parecia pior foi na realidade o melhor!

        Aos olhos humanos, era a maior das desgraças, pois ele perdera tudo; mas, na infinita sabedoria de Deus, foi o melhor que lhe poderia ter sucedido; era o que ele tanto pedira a Deus – a sua libertação!

        No dia seguinte, com grande júbilo seu, viu um navio aproximar-se da ilha. Quando o náufrago indagou como fora descoberta a sua presença na ilha, o capitão do navio lhe respondeu: "Vimos a grande fumaça que você fez".

        Quando as coisas parecem correr-nos o pior possível é justamente então que as nossas almas estão sendo abençoadas. Como nos diz o Salmista: "Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará" (Sl 37.5). Você entregou a sua vida a Cristo? Agora você deve pautar a sua conduta na fé nele, pois a visão humana é limitada e acanhada.

        A fé em Cristo leva você a um compromisso de vida. Ela não é estática e somente contemplativa. Ela se manifesta no nosso cotidiano, dando-nos estrutura emocional, psicológica e principalmente espiritual para enfrentarmos as situações com aquele testemunho que faz a pessoa de Cristo brilhar à vista daqueles que estão ao nosso redor.

        A fé em Cristo dá a segurança de que Deus cuida em todas as situações e não desampara seus filhos. Cristo transforma a calamidade em bênção, pois temos a confiança de que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8.28).

        Você retornou à sua cabana e só vê fumaça? Isto é, a situação já é complicada e ainda tinha que acontecer mais uma "desgraça"? Não murmure. Não reclame e não trate as pessoas com severidade, buscando um "bode expiatório". Espere todo o tempo em Deus. A sua fé não será frustrada. Ele tem a autoridade para transformar seu problema em uma grande bênção: "Ó minha alma, espera silenciosa somente em Deus, porque dele vem a minha esperança. Confiai nele, ó povo, em todo o tempo; derramai perante ele o vosso coração; Deus é o nosso refúgio" (Sl 62.5,8).

        Do seu amigo sempre,
Pr. Fernando Veiga