E o Botafogo atropelou as forças ocultas…

E o Botafogo atropelou as forças ocultas…

 

            Manchete do Globo Online, de 14 de abril: “Forças ocultas – astros apontam a dupla Fla-Flu na final da Taça Rio”. O Globo consultou representantes da numerologia, do baralho cigano e tarô sobre as finais da Taça Rio. E diz: “E deu Flamengo por unanimidade”.

            Segundo a numeróloga Norma Estrella: “O dia não será propício para o Botafogo”. Mais: o dia 13 possuiria vibrações de perdas que atingiriam mais o Botafogo que o Flamengo.

            Segundo Fernanda Luz, pelo baralho cigano, as energias estariam em desequilíbrio no Botafogo. E no Flamengo, seriam “energias de concretização”.

 

            Paulo Rangel, especialista em baralho cigano e tarô, foi curto e seco: “Flamengo ganha do Botafogo nos pênaltis”.

            Para alegria da botafoguense Meacir Carolina, deu Botafogo: 3 a 0. As forças ocultas se estreparam. Uma vez escrevi sobre o pitoresco Pai Paiva, que no curioso Jornal dos Sports (2 de janeiro de 2004), disse que o Flamengo seria o melhor time do Brasil, e acabou perdendo a Taça do Brasil para o S. André da segunda divisão paulista, no Maracanã. O ocultismo não entende de futebol.

            O que espanta é que esse pessoal ainda é levado a sério. Se não conseguem acertar um resultado de jogo de futebol, como podem orientar a vida de alguém? Como podem dar respostas a questões existenciais, e falar até de vida eterna? Se não acertam no banal, como podem acertar no fundamental? Procurar saber quem vencerá uma partida de futebol é banalidade. O resultado só se sabe quando o jogo acaba (esta frase é de comentarista de futebol!). Mas há gente que os busca para obter respostas para questões sérias da vida! Por que esses charlatães ainda são consultados?

            Usando a expressão de Paulo, podemos dizer que as pessoas têm comichão nos ouvidos e buscam ouvir o que querem. Lembro-me de uma parenta, no Rio, que disse preferir o horóscopo do jornal A ao do jornal B porque as previsões de A eram mais agradáveis. Quando lhe perguntei como podia ser isto, se os astros não se enganam jamais, me respondeu: “Você é crente, você não entende!”. Ora, seria mais certo dizer: “Você pensa, você não é tapeado!”.

            A Bíblia não mente nem tapeia. Podem torcê-la, podem ignorar suas advertências e buscar apenas as suas promessas, mas ela permanece inalterável e não tem a preocupação de fazer média com ninguém. Mostra nosso pecado, mostra nossa incapacidade de buscar respostas para nossa vida por nós mesmos, e aponta Jesus Cristo com a resposta de Deus aos nossos problemas. Os ocultistas estão sempre passando vergonha, pois suas previsões quase sempre falham e eventualmente, por serem genéricas, dão certo.  A Bíblia faz um diagnóstico acertado de nossa situação e oferece uma solução, Jesus Cristo. Combatem-na, dizem-na ultrapassada, tentam desacreditá-la, mas ela continua válida. Transforma vidas, orienta e conforta pecadores.

            Ela não nos fornece resultados de partidas de futebol. Mas podemos usá-la, com toda segurança, para obter respostas para os mais intrincados problemas da vida, e rumo para nosso viver. Ela é uma bússola segura. Disse bem o salmista: “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho” (Sl 119.105). Não perca seu tempo com o oculto. Fique com a luz que orienta o caminho. Você não passará vergonha. Fique na luz, não no oculto. Fique com a Bíblia, que não erra.

            Isaltino Gomes Coelho Filho