Crente não tem sorte…

Crente não tem sorte…

Pr Ivan Fidelis dos Santos

Como o cristão gosta de falar de sorte. Muitas vezes é impressionante como esta palavra é repetida em ocasiões totalmente equivocadas. Certa vez, conversando com um conhecido crente, ele me disse: “Esta semana tive de viajar a trabalho a Porto Alegre e, inesperadamente, um caminhão quebrou e duas coincidências aconteceram. A primeira é que trafegava em baixa velocidade e pude desviar a tempo, evitando uma colisão; a segunda, é que não havia nenhum veículo no sentido contrário e, assim, pude ultrapassar sem nenhum problema. QUE SORTE!”.

Em outra ocasião, pude presenciar o relato de um crente que dizia ter passado por um imprevisto e, em decorrência disto, tivera um acréscimo em suas despesas. Mas, sem que ele esperasse, outra pessoa que lhe devia um empréstimo viria pagá-lo adiantadamente. Sua expressão de reação foi: “QUE SORTE!”.

QUE SORTE Jesus ter passado por Cafarnaum e libertar um endemoninhado na sinagoga (Mc 1.21). QUE SORTE de um paralítico em ter amigos que o conduzisse até Jesus, e mais sorte ainda, Jesus perdoou seus pecados e o fez andar (Mt 9.1). QUE SORTE Jesus estar a caminho de Jerusalém e entrar numa aldeia onde havia dez leprosos que foram curados. Mas, entre eles havia um que lembrou de agradecer ao invés de dizer QUE SORTE!

Irmãos, devemos aprender a reconhecer as providências e os livramentos do nosso Deus para conosco. Lembremos das palavras de Jesus em João 5.17 “…Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também”. – O SENHOR tem cuidado de nós todos os dias e devemos expressar nossa gratidão a Ele.

Troquemos à expressão “QUE SORTE!” por “GRAÇAS A DEUS!”, reverenciando, de fato, a quem merece reverência. Reconhecendo as bênçãos do SENHOR sobre nossas vidas a cada instante. Aquele que tem Deus não precisa de sorte! “O SENHOR é meu pastor; nada me faltará”(Sl 23.1). Devemos guardar esta promessa de Deus e não podemos esquecer as palavras de Tiago 4.15: Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo”.

CRENTE NÃO TEM SORTE… CRENTE TEM DEUS!