ORAÇÕES DA BÍBLIA – “Uma oração do mundo dos mortos” (Jonas 2) – Parte 2

Preparado pelo Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

IGREJA BATISTA CENTRAL DE MACAPÁ

CULTO DE ESTUDO BÍBLICO E ORAÇÃO – 12.1.11


 

INTRODUÇÃO

Comecemos como no estudo passado: Jonas já se via no mundo dos mortos (2.2-3 e 6). É de lá que ele ora. Estamos tão acostumados com a história que nem sempre pensamos nisto: ele se dava como morto. Orou e Deus o trouxe à vida. Analisemos sua oração porque muitas vezes vivenciamos situações de quem está perto do mundo dos mortos. Farei sete declarações breves sobre a oração vinda do mundo dos mortos, em dois estudos. Hoje três. Na quarta-feira próxima, mais quatro. As três da semana passada foram: (1) Deus pode ouvir e ajudar não importa onde estejamos; (2) Muitas vezes é Deus quem nos lança nesta situação; (3) Fugir de Deus é uma coisa, ser lançado for por ele é outra. Visto o estudo passado, vamos ao de hoje.

1. QUANTO MAIOR O DESESPERO, MAIOR O LIVRAMENTO – 2.5

O temporal foi fantástico, a ponto de assustar os marinheiros (1.5). A ação de Deus também foi fantástica. Preservou-o do afogamento, de maneira assombrosa (1.17) e livrou de maneira mais assombrosa (2.10). Observe: “o Senhor ordenou”. A ação é sempre dele. Ele está no comando. Seu livramento nunca é irrelevante ou fraco. O desespero pode ser grande. O livramento também é. Porque Deus age em nossas aflições.

 

2. NÃO HÁ NADA COMO PROBLEMAS PARA ENXERGAMOS BEM AS COISAS – 2.7

Ele não se lembrou de Deus no tempo bom. Lembrou na hora da dor. Muitas dores são necessárias para enxergarmos bem as coisas. Obedecer é melhor que sofrer. Fazer a vontade de Deus nem sempre é mais agradável que fazer a nossa. Então, sofremos para enxergar bem. Lembre-se do conselho de Jesus a Paulo, e “não recalcitre contra os aguilhões”: Atos 9.6. Ser teimoso com Deus não dá certo.

 

3. O TEIMOSO QUE SE RECUSA A OBEDECER A DEUS PAGA CARO – 2.8

Os pagãos eram idólatras (1.5). Jonas dizia adorar ao Senhor (1.9), mas era idólatra. Adorava seja vontade, sua liberdade, seu direito, seu jeito de fazer as coisas. Isto nos adverte de algo: a maneira menos sofrida e o melhor método de fazer as coisas é a obediência. Há muita idolatria em nossas igrejas: as pessoas colocam suas opiniões em primeiro lugar, antes de consultarem a vontade de Deus. Elas são seu ídolo. Ser desobediente e adorar suas idéias custa muito caro.

 

4. A GRATIDÃO DEVE SER PRÁTICA: PAGUE COM SERVIÇO – 2.9

Para muita gente, ser grato é participar de cultos, cantar na igreja, mostrar um ar santo. A melhor maneira de ser grato é tornar a vida útil nas mãos de Deus, fazer sua vontade, testemunhar, anunciar a salvação. Vida de servo não é intimista, é prática. Hoje as pessoas querem ser “adoradoras” (isto lhes faz bem), mas não querem ser servas. Isto lhes faz mal. É para sermos servos. Jonas foi servir.

 

CONCLUSÃO

Uma oração do xeol, do mundo dos mortos. Não precisava ter passado por lá. Passou por ser rebelde à voz de Deus. Mas aprendeu e orou. Aja de maneira que nunca passe por lá. Mas se acontecer de ir até lá, quando estiver na beira do xeol, caia em si, ore e depois de libertado, sirva.