MISSÕES MUNDIAIS CHEGOU!

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

 

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 13.2.11

 

As convulsões do planeta (terremotos, vulcões, tsunamis, secas e enchentes) suscitaram perguntas sobre o fim do mundo. A pergunta é: “O fim do mundo está perto?”. Citam Lucas 21.25-26: “E haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; e sobre a terra haverá angústia das nações em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. Os homens desfalecerão de terror, e pela expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto os poderes do céu serão abalados”.

 

Prefiro “fim da história” a “fim do mundo”. Creio na restauração final de todas as coisas, com a continuação do cosmos, à luz de Romanos 8.18-21 e Apocalipse 21.1.

 

O sinal mais forte da volta de Cristo não são catástrofes, mas a evangelização mundial: “E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim” (Mt 24.14). Cristo voltará após grande evangelização mundial, com a conversão de pecadores. Isto está acontecendo. Diariamente são batizados 32.000 cristãos na África. E 20.000 na China. O evangelho está voltando às origens: deixando de ser de brancos e ricos. Está se tornando pobre, terceiro-mundista, e não ocidental. Como no início.

Começa hoje nossa campanha para missões mundiais. É nossa oportunidade de ajudar a evangelizar o mundo. Estou desafiando a igreja ao alvo de R$ 20.000,00. Para uma igreja em processo de reconstrução, é um desafio. Mas é menos que levantamos para missões nacionais. E vale a pena.

 

Se deixarmos certos supérfluos, até burgueses, daremos uma grande oferta. Pensemos em termos do programa PEPE, por exemplo, na África. Com R$ 11,00, preço de três pets famosos, garante-se a merenda mensal de uma criança. Com R$ 20,00, preço de um CD de um cantor famoso, compra-se uma mesa com cadeiras. Com R$ 55,00, ida de um casal ao cinema, com lanche, compra-se o material para o ano todo. Com R$ 180,00, preço de uma camisa oficial de um clube de futebol, sustenta-se, por um mês, um educador. Em termos de América do Sul, com R$ 14,00, valor de um lanche em fast-food (sucata alimentícia) garante-se a merenda mensal de uma criança. Com R$ 60,00, uma visita ao salão de beleza, compra-se uma mesa com cadeiras para crianças. Com R$ 99,00, preço de um celular popular, garante-se material anual para uma criança. Com R$ 269, valor de um par de tênis famoso, sustenta-se um educador.

 

Mais que os supérfluos, pensemos numa oferta que seja um gesto de amor. Por Jesus, por missões, pelas pessoas a alcançar. Para a volta do Senhor.

 

Começamos hoje. E vamos superar o alvo. A Central de Macapá ama missões e aceitará este desafio.