A PALAVRA DESIMPEDIDA

 

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 10.4.11

 

“Enquanto Jeremias estava ainda preso no pátio da guarda, a palavra de Iaweh lhe foi dirigida uma segunda vez” (Jr 33.1). Os homens prenderam Jeremias para calarem a palavra de Deus que vinha por ele. O Senhor foi ao cárcere lhe falar.

Este fato nos ensina que a Palavra de Deus não pode ser calada. A mídia tenta, ironizando e depreciando a Bíblia. Regimes ateus e de religiões que temem o evangelho tentam. Satanás tenta. Mas a Palavra de Deus não morre. Sempre triunfa. O comunismo não a impediu. O ateísmo não a impede. O Islã não a impedirá. Deus nunca se cala. Vemos também que não se impede um servo de Deus de ter comunhão com ele. Prenderam Jeremias para ele não receber mais a palavra de Deus. Deus  foi lhe falar na prisão. Deus sempre está com seus servos. Não se detém Deus.

Solto, Jeremias mandou esta nova palavra, por escrito, ao rei Joaquim, por meio de Baruque. O rei ouviu a leitura, cortou o livro (em forma de rolo) em pedaços, e mandou prender Jeremias e Baruque. Deus os escondeu e mandou Jeremias escrever de tudo de novo a Joaquim, “e ainda foram acrescentadas muitas palavras…” (Jr 36.32). E a Joaquim foi dito que ele seria morto pelo rei da Babilônia e seu cadáver ficaria insepulto (Jr 36.30).

Às vezes leio artigos aflitos pelo crescimento muçulmano no mundo. As revoltas nos países árabes aumentarão o poder dos muçulmanos, virão perseguições contra os cristãos, etc. Num artigo cheio de equívocos, um pastor orientou os cristãos a terem mais filhos para fazerem frente aos muçulmanos, que têm quatro vezes mais filhos que nós. Assim, a população cristã cresceria. E deveríamos fazer pressão para aprovar leis proibindo a entrada de muçulmanos no Brasil e a construção de mesquitas.

O evangelho não cresce por ações políticas nem pelo número de filhos que os cristãos têm. Cresce pela pregação. Se, eventualmente, os muçulmanos dominarem o mundo, e a perseguição contra os cristãos vier, amém! Não fomos chamados para dominar o mundo. E fomos avisados que haveria perseguição contra a igreja, no final dos tempos. Não importa que o Islã cresça, que grupos fascistas consigam leis para calar quem se posicione contra o movimento gay, e a mídia deprecie os crentes. Jesus deixou claro que haveria hostilidade contra a igreja fiel. Quem pensa que seguir a Cristo é ter um bilhete de primeira classe por este mundo, uma vida cheia de bênçãos, sem compromisso algum, e sem querer sofrer pelo evangelho, cairá fora. Será bom para o reino. E os crentes sérios que lembrem de Jesus: “Quando começarem a acontecer essas coisas, erguei-vos e levantai a cabeça, pois está próxima a vossa redenção” (Lc 21.28).

Lembre-se, irmão: a Palavra é incalável, Deus nunca é impedido, e Cristo triunfará. Deus tem o controle da história.