Um pouco sobre a insensatez

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

 

INTRODUÇÃO

O assunto hoje é o insensato. É uma das figuras mais fortes no livro. Há três termos hebraicos que nossas Bíblias traduzem como “insensato”. O primeiro é kêsil, o segundo é ‘ewil e o terceiro é nabal. Assim mudamos da sabedoria, da semana passada, para insensatez, a não sabedoria. Mas hoje vamos ver só o insensato kêsil.

 

  1. O INSENSATO KÊSIL EM SI MESMO

É o termo mais comum. Aparece quase cinqüenta vezes. A idéia é da pessoa estúpida e obstinada, que nunca cede em seus pontos de vista. Sempre se julga certa. Ele é uma pessoa sem capacidade de se concentrar em algum projeto. Em 17.24 se vê que ele vagueia os olhos pelo mundo, sem se fixar em nada. Em 26.7 e 9, onde o termo é traduzido por “tolo”, se vê que o que ele fala não ajuda. Nada se aproveita. Em 17.10, onde o kêsil é novamente “insensato”, se vê que ele não aprende. O insensato kêsil é o que sempre está certo e nada constrói. É aquela pessoa crítica, que vê erros em todos, sabe tudo, mas nada produz. Pois é, há gente que é assim.

 

  1. O INSENSATO KÊSIL TEM UM PROBLEMA DE ORDEM ESPIRITUAL E NÃO MENTAL

Sua estupidez e obstinação não são mentais. São espirituais.  Em 26.11, onde o termo é traduzido por “tolo”, é como o cão que volta ao seu vômito. Os cães eram necrófagos. Faziam o papel de urubus (o corpo de Jezabel foi comido por cães). Era o que havia de pior (Fp 3.2). Ele não quer aprender a verdade e volta ao vômito. Quando aprende é para enganar as pessoas (14.8). Em 1.32 ele é chamado de “louco”, e “prosperidade” não significa riqueza. Bem traduziu a LH: “Os tolos morrem porque rejeitam a sabedoria; os que não têm juízo são destruídos por estarem satisfeitos consigo mesmo”.  A impressão de bem-estar e de prosperidade é que o leva à destruição. É arrogante, sem humildade para mudar. Pois é, há gente que é assim.

 

3. O INSENSATO KÊSIL NO SEU RELACIONAMENTO COM O PRÓXIMO

Deve ser evitado porque não há nada de bom nele: 14.7. Ele é pior que uma ursa a quem roubaram os filhotes: 17.12.  É perigoso porque é obstinado, nunca muda e nada acrescenta. Tem prazer em praticar o mal (10.23), adora brigas, discussões e bate-boca (18.6). Por isso, fuja dele porque você sofrerá aflições: 13.20. E nunca confie palavras a ele, nem mande recados por ele (ou seja, não lhe confie palavras especiais): 26.6. Pois é, há gente que é assim.

 

 

CONCLUSÃO

Como vimos, kêsil pode ser traduzido por tolo, insensato e outros. Mas o sentido é o mesmo: a pessoa que sempre está certa, não aprende, não muda e é um prejuízo para os outros. Devemos nos perguntar o quanto há de kêsil em nós. E fugir do insensato que está ao nosso redor. Há pessoas que acrescentam. Há pessoas que são uma opressão. Pois é, há gente que é assim.