UMA BOA REVISÃO FAZ BEM

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 18.9.11

              Levei meu carro à revisão periódica. Nas duas primeiras trocou-se o óleo, mas agora havia algumas coisas por fazer, entre elas o fato de que o vidro arriava quando o carro caía numa das crateras de Buracópolis (ops, Macapá!). Coisas pequenas que, não resolvidas, ampliariam e afetariam outras partes. Uma revisão é boa para acertar o carro.

Fiz uma analogia com a necessidade de revisões espirituais. No início da vida cristã tudo são flores. Depois surgem pequenos defeitos em nossa vida. A conversão nos zerou. Mas continuamos a pecar e relaxamos na manutenção espiritual. Um problema suscita outro e assim vem o prejuízo espiritual. Muitos crentes estão espiritualmente esbodegados, como carro caindo aos pedaços, por falta de manutenção. Não se cuidam. Aliás, alguns cuidam mais de seus carros que de sua alma! O carro está em ordem, polido, alguns com aquele som de suburbano retardado (gente bocó!), mas a vida espiritual está um caos.

Na revisão espiritual fazemos uma análise de nossa vida e corrigimos os defeitos. Aí voltamos a ter a alegria de ter tudo em ordem, funcionando bem.  Esta revisão é feita com a leitura da Bíblia, uma análise não indulgente de nosso procedimento, pedido de perdão a Deus e novos propósitos assumidos com ele. Saímos da presença de Deus zerados, desfrutando do melhor que ele tem para nós. Ele, nosso supremo fabricante, nos fez para funcionarmos bem. Havendo problemas, procuremo-lo. Seu Espírito nos põe em ordem.

A revisão espiritual difere da revisão de um carro. Este continua a se desgastar e a envelhecer. Nós vamos sendo aperfeiçoados, e melhoramos na medida da continuidade das revisões. Ao invés do desgaste, vem o aperfeiçoamento: “… E assim seremos pessoas maduras e alcançaremos a altura espiritual de Cristo. Então não seremos mais como crianças, arrastados pelas ondas e empurrados por qualquer vento de ensinamentos de pessoas falsas. Essas pessoas inventam mentiras e, por meio delas, levam outros para caminhos errados. Pelo contrário, falando a verdade com espírito de amor, cresçamos em tudo até alcançarmos a altura espiritual de Cristo, que é a cabeça” (Ef 4.13-15).

Esta revisão não deve ser feita em qualquer oficina. Em Bauru, as oficinas improvisadas em fundo de quintal eram chamadas “cabeça de porco”. Não se revise espiritualmente numa cabeça de porco. Não busque atalho espiritual e o mais cômodo, espiritualmente falando. Seja sério. Revise-se na sua igreja, acerte-se com seus irmãos, que você acha que erraram com você e são indignos de sua companhia (quem pensa assim precisa mesmo de uma revisão!). Não se aventure em cabeças de porco espirituais. Falo de aventureiros e de grupos mais interessados em ajuntar gente que ver crescimento e maturidade em Cristo.

Cuide bem de sua vida espiritual. Mais do que você cuida de suas máquinas.