ESTUDO BÍBLICO EM FILIPENSES 1.27-30

IGREJA BATISTA CENTRAL DE MACAPÁ

ESTUDO BÍBLICO EM FILIPENSES – FOLHA 7

TEXTO: 1.27-30 – UMA VIDA DIGNA DO EVANGELHO

Preparado pelo Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

 

INTRODUÇÃO

Entramos na quinta parte da carta: “Exortação e exemplo”.  São recomendações que uma igreja que deseja ser perfeita deve observar. Há quatro divisões nesta quinta seção:

 

1ª. ) A vida digna do evangelho – 1.27-30

2ª. ) Exortação à humildade – 2.1-4

3ª. ) O exemplo máximo de humildade – 2.5-11

4ª. ) O exercício da humildade – 2.12-18

 

Vamos  ver, no estudo de hoje, o que é uma vida digna do evangelho. Para muitas pessoas, é uma vida  de muita atividade cristã, com reuniões e cultos se sucedendo. Para outros, um determinado tipo de comportamento. Infelizmente, a identificação da vida no evangelho com um estereótipo nem sempre sadio se  estabeleceu na mente de  muita gente. Paulo define bem, aqui. Vejamos o que é a vida digna do evangelho.

1)      É UMA VIDA DE  UNANIMIDADE  E FIRMEZA – V. 27

“Firmes num só espírito”. A igreja deve ter uma só cabeça. Isto é unanimidade. Às vezes há pessoas que puxam para outro lado, sempre achando que sua idéia é a melhor e não se alinham com os demais.  Vejam-se os textos de Atos 2.1 e 43, 4.32. “Combatendo juntamente”. Isto é firmeza. Veja-se 1Timóteo 4.10. A vida cristã exige luta. A igreja luta em unanimidade. Sendo seus membros, temos uma causa em comum. Nossas causas pessoais não devem se impor à causa dela.

 

2) É UMA VIDA QUE NÃO SE INTIMIDA DIANTE DOS ADVERSÁRIOS-  V. 28

A igreja  não se atemoriza. Para o mundo, o evangelho é loucura (ou “perdição”). É como diz 1Coríntios 1.23. Há o medo de passar por ridículo. Para muita gente, a igreja é um grupo de esquisitos ou alienados. Após a conversão de um dos Raimundos, um cantor desses de quem a gente nunca ouve falar disse: “Ser evangélico é a maior desgraça que pode acontecer a alguém” (e nem guardei seu nome). No dia do juízo ele verá onde está a desgraça. Igreja se sente segura.

 

3) É UMA VIDA QUE ENTENDE QUE PADECER POR CRISTO É GLÓRIA  – VV. 29-30

Atos 14.22. Por que é glória? João 15.18-19 responde. É identificar-se com Cristo. Hoje se fala muito de prosperidade. Os mártires não estão com nada. As pessoas lutam por si, e não pelo nome de Cristo e pela vitória do evangelho. Mas nos identificamos com ele nas lutas. Quando  sofremos com ele mostramos que somos filhos, coherdeiros, e reinaremos com ele (Rm 8.16-17). Não nos identificamos com Cristo em ter muito, mas em servi-lo, mesmo seja custoso (Ap 2.10).

 

CONCLUSÃO

Vimos hoje a vida digna do evangelho. Ela se manifesta em vida de solidariedade (unanimidade), determinação (firmeza), em coragem (não se  intimida), e aceita o que vem das mãos do Senhor. Seja o que for.