Arquivo da tag: Bíblia

UMA BREVE INTRODUÇÃO À BÍBLIA

Uma abordagem histórica-devocional, feita pelo Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho, para grupos de estudo bíblico.

INTRODUÇÃO

A Bíblia contém 66 livros (39 no Antigo Testamento e 27 no Novo Testamento), escritos por cerca de 40 autores (31 do AT e 9 do NT).  Ela foi escrita durante um período de mais ou menos 1.500 anos (1.400 a.C. a 100 d.C.), mas tem um único tema – a redenção do homem.  O AT compõe três quartos do conteúdo da Bíblia; o NT, um quarto.  Em termos da mensagem do evangelho:

  1. O AT relata: …………………………….  a preparação para o Evangelho
  2. Os quatro evangelhos relatam: …..  a manifestação do Evangelho
  3. Atos relata: …………………………….. a expansão do Evangelho
  4. As epístolas relatam: ………………..  a explicação do Evangelho
  5. O Apocalipse relata: …………………  a consumação do Evangelho.

Continue lendo UMA BREVE INTRODUÇÃO À BÍBLIA

Não dá para tratar batata como alface

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Culinariamente não dá mesmo. A batata deve ser descascada e cozida ou frita. Alface não. Com sal e um bom azeite português por cima já está boa.

O título vem de uma observação de Peter Kreeft, catedrático de filosofia no Boston College e no King’s College, no livro “Jesus, o maior filósofo que já existiu”. No capítulo  “A antropologia de Jesus”, ele diz: “O liberalismo secular (termo enganoso, pois não é realmente libertador)… nega a realidade  do pecado pessoal e acha que o homem é um pé de alface, não uma batata. A alface apodrece de fora para dentro; a batata, de dentro para fora. Por essa razão, a solução dele é sempre uma solução ‘alface’: façamos isso ou aquilo, melhoremos o ambiente social, coloquemos algum dinheiro nas estruturas sociais ou condicionemos as pessoas com uma educação melhor. Eles são como os fariseus que limpam o exterior, mas ignoram a podridão interior (Mt 23.25,26). Alguém definiu o liberal como aquele que exige o direito de respirar ar puro para que possa proferir palavras  sujas” (p. 83). Continue lendo Não dá para tratar batata como alface